Composto a base de soja alivia 40% dos problemas musculares e articulares durante o climatério
  Canais   Capa   Quem somos    Anuncie Aqui Direitos da Mulher    Fale Conosco
   Horóscopo
Veja a Agenda Holística e as previsões para o dia de hoje
   
   Organismos
International
Labour
Organization
Woman Watch - Entidade das Nações Unidas Woman
Watch
UNICEF UNICEF
UNIFEM UNIFEM
CEDIM Conselho Estadual dos
Direitos da Mulher (RJ)
    Anuncie Aqui
Busco:
de anos
  Saúde/Saúde da Mulher
Composto a base de soja alivia 40% dos problemas musculares e articulares durante o climatério

Composto a base de soja alivia 40% dos problemas musculares e articulares durante o climatério

Estudo da Faculdade de Medicina da Unicamp conclui que o alimento, criado por pesquisadores brasileiros, produz efeitos semelhantes aos da terapia hormonal usada na menopausa.

Entendendo o Climatério


Ondas de calor, secura vaginal, dores musculares, articulares e cansaços típicos da menopausa podem ser aliviados com composto à base de isoflavonas, proteínas de soja e cálcio, aponta estudo do Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, em Campinas. Os números são surpreendentes: o alimento à base de soja foi eficaz em aliviar os sintomas, tais como ondas de calor (redução de 65,4%) e problemas musculares e articulares (redução de 40%) e produziu uma melhora significante na secura vaginal. Um dos fatores que contribuiu para a eficácia do alimento à base de soja, segundo os autores da pesquisa, foi a proporção de isoflavona e proteína de soja contida no alimento avaliado, em torno de 3,75mg isoflavona/g proteína de soja.

O composto a base de soja, Previna ®, mostrou boa aceitabilidade, poucos efeitos colaterais e eficácia comparável à da Terapia Hormonal (TH) e superior ao placebo. Dessa forma, pode ser uma boa opção para muitas mulheres que decidem não utilizar a TH para o controle dos sintomas relacionados à menopausa.

O estudo foi realizado pelo médico Lucio Carmignani, com a orientação da ginecologista Adriana Orcesi Pedro, que apresentou o estudo no Encontro Anual de Climatério, nos Estados Unidos. “A recepção do estudo pelos médicos e pesquisadores foi muito positiva no 19th Annual Meeting of the North American Menopause Society. Eles queriam saber se o alimento já era produzido em escala comercial ou se havia sido desenvolvido apenas para o estudo”, diz Adriana.

Realizado com rigorosos critérios científicos*, para as mulheres o resultado é animador. Foram triadas 1520 mulheres, das quais 60 foram selecionadas para participar do estudo. Elas apresentavam idade entre 40 e 60 anos, tempo médio de menopausa de 4,1 anos e foram divididas em três grupos: um grupo recebeu o alimento à base de soja (90mg de isoflavonas e 24g de proteína de soja - Previna®), outro grupo recebeu terapia hormonal de baixa dosagem (1mg estradiol e 0,5mg de acetato de noretisterona - Activelle®) e um grupo controle recebeu placebo (maltodextrina). A pesquisa foi conduzida por um período de 16 semanas.

Desde a publicação do estudo Women Health’s Initiative (WHI - 2002), que levantou os riscos dos tratamentos realizados com reposição hormonal sintética, como possível aumento na incidência de câncer de mama, e problemas tromboembólicos, a comunidade científica mundial busca alternativas para as mulheres que não podem ou não querem se tratar com os hormônios.

Depois da divulgação dos dados do WHI, o número de prescrições de TH (Terapia Hormonal) diminuiu em todo mundo. No Estado de São Paulo, houve um decréscimo em 25,2% (Maturitas, 2007). Sabe-se também que cerca de 70% das mulheres  que optam por tratamentos alternativos no climatério ao invés de hormônios sintéticos, o fazem por medo do desenvolvimento do câncer (Climateric, 2008).

*Critérios da pesquisa

A pesquisa contou com rigorosos critérios técnicos. Entre as 1.520 mulheres triadas, 60 foram selecionadas para o estudo. Apenas mulheres com sintomas moderados e severos foram selecionadas. As que apresentavam sintomas leves foram excluídas.

Foram avaliados: sintomas somáticos – ondas de calor, mal estar do coração, problemas de sono e problemas musculares e articulares; sintomas psicológicos – estado depressivo, irritabilidade, ansiedade, exaustão mental e física; sintomas urogenitais – problemas sexuais, problemas na bexiga e secura vaginal.

Além disso, os seguintes parâmetros foram seguidos no início e final do estudo: peso corporal, IMC, pressão sangüínea, níveis de FSH e 17 b-estradiol e os níveis plasmáticos de colesterol total, LDL e HDL colesterol, triglicérides e glicose.


Saiba mais sobre o Previna®

O alimento utilizado no estudo da Unicamp foi desenvolvido por uma equipe de especialistas em Nutrição com a assessoria científica de Jocelem Mastrodi Salgado, professora titular do Departamento de Agroindústria e Nutrição da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo e presidente da Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais-SBAF. Trata-se de um composto concentrado à base de isolado protéico de soja, rico em isoflavonas e proteínas, enriquecido com cálcio. Com fórmula concentrada, é mais saboroso e tem rendimento maior.  Além de adoçado com sucralose, o que oferece só 50 calorias por porção.

Para mais informações sobre o estudo e sobre a pesquisa com o alimento

acesse www.estudosojamenopausa.com.br

 Autor : Bartira Betini
 Créditos : Cris Padilha
 Fonte : Universo da Mulher
 
 Voltar
   Cadastro
Cadastre-se aqui para receber nosso boletim e participar de promoções
   Parceiros
ESPAÇO DA MULHER
Você usuária de nosso site tem este espaço exclusivo que é somente seu.O Universo da Mulher disponibilizou o ESPAÇO DA MULHER para que você tenha todas as facilidades no seu dia-a-dia, seja no trabalho, em casa ou na viagem.
   Shopping
Direitos da Mulher
Atualidades
Relacionamento
Beleza
Carnaval 2014
Comportamento
Casa e Decoração
Boa Forma
Filhos
Moda
Eles
Horóscopo
Saúde
Sexo
Turismo
Dicas
Cantinho da Reflexão
Papo de Calcinha
© Todos os direitos reservados a AIT - Advice Internet Technologies.
© Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que as fontes sejam citadas
© Copyright 2002-2014 - Desenvolvido por AIT - Advice Internet Technologies

www.ait.com.br