Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2018

Rinoplastia

A cirurgia de nariz – ou rinoplastia – atrai cada vez mais interessados em harmonizar as feições faciais.
 
Para a raça negra, caracterizada pela fragilidade das estruturas óssea e cartilaginosa do nariz, a intervenção tem sido uma alternativa viável na tentativa de refinar o órgão.
 
De acordo com o cirurgião plástico, Cláudio Bicudo, a melhora é visível, sempre respeitando as características da etnia de cada paciente.
 
O nariz é o grande responsável pela harmonia do rosto por localizar-se no centro da face.
 
Em decorrência disso, as alterações no seu formato podem gerar desequilíbrios estéticos.
 
A rinoplastia visa restaurar este equilíbrio e atualmente utiliza técnicas altamente sofisticadas que foram desenvolvidas para adequar o formato do nariz às características individuais da face de cada paciente.
 
“Observo que apesar da adesão de muitos negros brasileiros, os africanos, principalmente os angolanos, ainda criam resistência a esse tipo de cirurgia” – afirma Dr. Bicudo.
 
Alguns grupos e segmentos em defesa dos negros são radicais em afirmar que as características físicas da raça não devem ser alteradas e quando o tema é rinoplastia as discussões esquentam ainda mais.
 
 
Prova disso foi a represália que a rapper Negra Li sofreu do Fórum Nacional de Mulheres Negras, ao realizar a intervenção cirúrgica e admitir ter adorado o resultado.
 
Segundo a coordenadora do Fórum, Mara Ribeiro, a rapper negou suas origens operando o nariz para agradar a sociedade.
 
Entretanto a coordenadora da entidade esqueceu de citar que existe um item muito importante que deve ser levado em consideração: cada pessoa tem o direito de ter a aparência que quiser independente de ser branca negra ou de qualquer outra raça.
 
O mesmo tipo de represália tornou-se assunto em jornais de Tóquio quando os japoneses iniciaram um processo de abertura dos olhos para terem uma aparência mais ocidentalizada.
           
“A cirurgia visa afinar a base do nariz, estruturá-lo melhor com uso de enxertos, elevar o dorso que na maioria das vezes é baixo e refinar a ponta do nariz. Acredito que se a rinoplastia for executada com juízo crítico, será sempre válida” – explica o Dr. Cláudio Bicudo, e diz ainda que o nariz negroide parece, visualmente, uma estrutura forte, mas na verdade apresenta sua constituição óssea e cartilaginosa muito frágil, o que resulta em um nariz de ponta achatada e base larga.
           
A rinoplastia busca, em sua essência, corrigir traços étnicos acentuados demais que provocam desconforto em algumas pessoas.
 
“A intenção não é descaracterizar a raça ou negar as origens dos negros. A rinoplastia moderna oferece ao paciente muito mais naturalidade e ameniza os traços mais marcantes, mas não mudará jamais as características étnicas. Apenas ocorrerá um refinamento. Devemos lembrar que devido a miscigenação racial existem pessoas da raça branca com nariz negróide e vice versa”, finaliza o cirurgião.
 
 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Carol Salgado

Fonte:DMC 21