Rio de Janeiro, 16 de Setembro de 2019

Sexo anal

Sexo anal
O sexo anal é a introdução do pênis no ânus da mulher ou do homem.
A penetração do pênis no ânus é mais uma forma de se buscar o orgasmo durante a relação sexual. 

Em geral, a primeira experiência quase sempre costuma ser dolorida, mas, depois com alguma prática, relaxamento do esfíncter e o uso de lubrificantes, o ato pode se tornar prazeroso.
 
Além do relaxamento, o uso de lubrificantes facilita a introdução do pênis. 

O sexo anal se apresenta, na relação homem e mulher, como uma opção que traz mais prazer principalmente ao homem, pois a musculatura do ânus é mais apertada do que da vagina.
 
Alguns médicos acreditam que a prática constante, ao longo de anos, do coito anal, pode afrouxar a musculatura do ânus e do esfíncter provocando a incontinência fecal. Entretanto, apesar desta ser uma preocupação de muitos praticantes, vários médicos e sexólogos não confirmam esta afirmação.

Entre os riscos que deve se tomar na relação anal, está a infecção da uretra do homem, devido ao contato com os microorganismos que vivem no ânus, e na mulher, a vaginite, causada pelas bactérias ou fungos que podem passar do ânus para vagina, através do pênis ou dos dedos.
 
Portanto, é muito importante todos os cuidados referentes a higiene.
 
Porém, o maior segredo é realmente estar à fim
 
Você quer?
 
Sente vontade?
 
Vive pensando em como será?
 
Ou, simplesmente não consegue mais negar ao seu parceiro?
 
Antes de tudo, é preciso analisar a situação.
 
Após esta avaliação e decisão, tome os cuidados necessários para que o ato seja higiênico e prazeroso.
 
Muitas mulheres relatam uma grande exitação pela penetração anal e isto, se deve ao fato, de o ânus ser uma região repleta de terminações nervosas e altamente sensível às carícias.
 
O que contribui muito para o prazer do sexo anal é estar extremamente relaxada e permitir que a musculatura do ânus se retraia.
 
Lembre-se que se ficar tensa, vai acabar contraindo a musculatura e dificultando as coisas e transformando o prazer em dor.

O ideal é que se comece pelas preliminares, como beijos, abraços, carícias, lambidas e toque em todo corpo para depois então iniciar o sexo anal.

Mas lembre-se: É preciso ter cuidados especiais imprescindíveis para a higiene e o prazer.

O primeiro deles é a nossa velha conhecida: a camisinha!

Ela é IMPORTANTÍSSIMA!

A prática anal é a modalidade sexual que mais transmite o vírus da Aids e de outras DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

Ou seja, sem prevenção, NUNCA!

Outro detalhe importante:

o preservativo deve ser trocado se o casal resolver praticar a penetração vaginal após a anal.

Isso porque as bactérias da flora intestinal que habitam o ânus podem causar uma série de infecções caso sejam transportadas pelo pênis para a vagina.

O próximo cuidado é o uso de lubrificantes.

O ânus não é tão elástico quanto a vagina nem produz uma lubrificação natural como ela. Por isso é preciso utilizar algum gel à base de água, vendido em farmácias, para amenizar o atrito do pênis.

Há também uma técnica, divulgada em congressos de sexualidade de todo o país. Consiste em começar a prática com carícias no ânus, depois a introdução do dedo e, só mais tarde, o pênis. Dessa forma, a musculatura anal relaxa, facilitando a penetração.

Lembre-se: "Sexo anal não provoca malefícios à mulher, mas exige alguns cuidados."

São vários os segredos, não é? Mas o principal continua sendo o primeiro de todos: você precisa estar a fim.

Assim, tudo fica muito mais gostoso, aumentando o prazer e a satisfação.

 

Crédito:Fatima Nazareth

Autor:Tania Resende

Fonte:Universo da Mulher