Rio de Janeiro, 22 de Julho de 2019

Da Crise ao Sonho

Administradora vira empresária após perder emprego e supera a crise

Mulher Moderna, bonita, decidida, livre, firme, sexy, mãe, filha, dona de casa, trabalhadora, executiva, conservadora, durona, sensível, despojada... Não importa o estilo, você merece relaxar no “Boteco” de Mulher!

Perder o emprego para muitos é o maior dos seus medos.
 
Após dez anos trabalhando como diretora de RH em uma Multinacional Cláudia Moscardini se viu nessa situação.
 
Atingida em cheio pela crise de 2008, a empresa na qual trabalhava se reestruturou e algumas diretorias acabaram sendo fundidas com outras extinguindo, assim, algumas vagas. Neste momento a administradora de empresas viu o que poderia ser a oportunidade para dar um passo além e ter o seu próprio negócio.
 
Com o apoio de uma empresa de outplacement Cláudia teve a certeza de que estava em um momento empreendedor, passou um ano estudando – pesquisou a concorrência, foi a congressos, estudou sobre produtos e tratamentos, conheceu profissionais da área.
 
Todo esse período se preparava para gerir o negócio do qual sempre foi uma excelente cliente: salão de beleza.
 
“Quando estava chateada eu ia para salão, estava feliz ia para o salão comemorar. Eu era a mulher camaleão, todo mundo falava que meu marido sempre tinha uma mulher diferente. Tudo que era novidade estava eu lá no salão, e gastava muito dinheiro lá também.”, explica Cláudia.
 
Pensando no salão como um templo da terapia feminina a administradora bolou todo o conceito e procurou encontrar soluções para os problemas que a afligiam enquanto consumidora.
 
Para deixar seu negócio ainda mais original Cláudia resolveu trazer o que tinha de melhor para o relax masculino para dentro do seu universo.
 
Foi assim que surgiu o “Boteco de Mulher".
 
“Os homens relaxam no boteco e as mulheres no salão. Por que não fazer um boteco para as mulheres?”, explica.
 
No salão a mulherada não apenas faz unhas e cabelos, mas também aproveita para tomar uma cervejinha, comer uns petisquinhos e curtir uma animada roda de samba.
 
Um dos diferenciais do seu negócio foi que Cláudia com o seu olhar de consumidora, pensou em soluções para os problemas que a afligiam quando estava no seu momento relax.
 
“Eu detestava segurar a minha perna e com o pé no colo da manicure enquanto fazia a unha. Outra coisa que me irritava era que quando eu tirava os esmaltes da bolsinha da manicure nunca conseguia escolher, pois já não lembrava mais do primeiro que tinha visto.”, lembra a administradora.
 
A solução para o problema da perna pendurada foi bem arrojada.
 
No “Boteco” as unhas das clientes são feitas em confortáveis cadeiras de massagem. Para o problema dos esmaltes escondidos nas bolsinhas a solução foi mais simples, mas não menos engenhosa: os esmaltes são dispostos em prateleiras embutidas nas paredes do salão deixando, assim, os esmaltes expostos, prontos para serem escolhidos.
 
Com muito preparo e estudo, a administradora de empresas descobriu a empresária.
 
Superando a crise Cláudia é um case de sucesso e hoje segue vivendo o sonho do negócio próprio que está sendo formatado para expansão em franquias.
 
Para atender a demanda a empresária espera, que até o final de 2011 sejam abertos, pelo menos, seis Botecos pela cidade.
 
A mulherada agradece.
 
 
Boteco de Mulher
Rua Bento Lisboa, 106 LJ D – Catete
Telefone: 2205-2141

Crédito:Fatima Nazareth

Autor:Redação DMC21

Fonte:Universo da Mulher