Rio de Janeiro, 08 de Março de 2021

Os segredos de uma boa esfoliação

Os segredos de uma boa esfoliação
Uma esfoliação eficaz deve começar pelos membros inferiores, ou seja, o pé, desta forma se incentiva a circulação. Os movimentos precisam ser firmes, circulares e feitos em toda a área a ser esfoliada.
Em seguida, passa-se para as pernas, lateral da coxa, abdome, (no abdômen o movimento segue sentido transito intestinal – da esquerda para direita-), lateral do abdome, costas, braços, mãos e por último colo e pescoço. As regiões dos cotovelos, joelhos e mãos, merecem um cuidado especial, pois são mais grossas.
 
 
A esfoliação é indicada para peles oleosas no lugar de adstringentes e na maioria dos procedimentos de rotina para pessoas propensas a acne. Na pele seca ela retira a camada córnea e aumenta o poder de hidratação. O espaço entre uma esfoliação e outra deve ser de cada 7 ou 10 dias para peles oleosas, e a cada 15 dias para a pele seca.  A normal pede um espaço maior entre as esfoliações:
 
 
Os esfoliantes são adstringentes com a adição de substâncias como hamamélis ou ácido salicílico que ajudam a descamar o extrato córneo. O objetivo é renovar as células “mortas” da superfície da pele e descobrir pele “nova” que aparece mais limpa, mais fresca e mais fina.  Eles também “aceleram” a renovação natural de células da pele e “ajudam” no tratamento de acne.
 
 
 
Receita caseira de esfoliante:
 
Açúcar ou Aveia
Hidratante
Mel
 
 
* A quantidade deve ser o suficiente para se espalhar em toda área a ser esfoliada e a consistência é de uma pasta

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Silvana Nogueira

Fonte:Clinica Carolina Ferolla