Rio de Janeiro, 08 de Agosto de 2020

Tal mãe, tal filha

Executiva de moda infantil revela o quanto as mães se projetam nas filhas e vice-versa.

A mãe é a primeira referência feminina dos filhos.
 
Quando se tem filha, então, não dá para negar que por algum tempo o comportamento e o estilo da mãe afetará profundamente o que a menina pensa, o que ela faz, como se diverte e todas as suas preferências – incluindo o que gosta ou não de vestir.
 
“‘Tal mãe, tal filha’ é uma frase com um significado muito mais profundo do que as pessoas costumam julgar.
 
Quando a cantora Madonna, por exemplo, afirma publicamente que gostaria que sua filha adolescente se vestisse de modo mais conservador, não leva em consideração a vontade que a garota tem de mostrar seu próprio lado irreverente, assim como a mãe sempre mostrou o seu – principalmente no palco”, diz Bia Castro, sócia da marca Chicletaria.
 
Na opinião da executiva, a indústria da moda está atenta a essa forte tendência de expressar a sintonia entre mães e filhas através da roupa que usam.
 
“Enquanto uma parte das coleções se preocupa em preservar aquela aura ingênua e suave bem característica da infância, muitas produções têm como base as coleções de moda internacional criadas para o público adulto. Aumenta, cada vez mais, o número de mães que fazem um ‘link’ entre os guarda-roupas, procurando vestir suas meninas de modo semelhante ao seu”.
 
Essa demanda por roupas semelhantes para mães e filhas levou a Chicletaria a introduzir sete modelos para ser compartilhados: quatro vestidos balonês e três modelos de batas, tudo em viscolycra nos tons de cinza e rosa.
 
Bia acredita que a tendência fashion “tal mãe, tal filha” pode ser compreendida de várias formas.
 
“Faz parte do imaginário infantil a menina ficar se admirando diante do espelho ao usar a roupa, os sapatos e a maquiagem de sua mãe. Mais recentemente, também, reacendeu a vontade de as mães se projetarem em suas pequenas divas. Talvez esse ‘link’ permita que as mães se sintam jovens por mais tempo. O que nós, da indústria da moda, fazemos é tentar compreender melhor essa característica da vaidade feminina e fornecer tudo no tamanho certo.”
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Heloísa Paiva

Fonte:Universo da Mulher