Rio de Janeiro, 14 de Outubro de 2019

Busca por clareamento dental aumenta

A procura por clareamento dental aumenta cerca de 15% ao ano, segundo a Academia Americana de Odontologia Cosmética.

E no verão, estação em que as pessoas estão mais expostas e têm maior preocupação com a estética, essa busca é ainda maior.

Apesar do cuidado com o corpo ser bastante visado no período, pesquisas revelam que o ponto que mais chama a atenção das pessoas é o sorriso. E ainda dá tempo de deixá-lo mais bonito e se destacar nas festas de fim de ano e nessa época em que ele acontece espontaneamente.
 
O clareamento dental pode ser feito em duas a três sessões no dentista em casos de procedimento de consultório, com utilização de laser ou em até quatro semanas no clareamento caseiro que, apesar do nome, é totalmente supervisionado por um profissional em reconsultas semanais.

“Antes de começar o processo, o dentista faz o exame clínico e radiográfico no paciente e verifica se há alguma contraindicação. Se houver ele irá tratar essas condições para depois iniciar o clareamento e acompanhá-lo. Esse é um importante diferencial dos procedimentos vendidos diretamente aos pacientes em farmácias ou supermercados, em que pode haver efeitos colaterais mais severos por falta de supervisão adequada”, alerta o dentista Bruno Lippmann, consultor técnico da FGM Produtos Odontológicos. 
 


Os dentes escurecem fisiologicamente devido à incorporação de pigmentos originados principalmente da dieta, que entram no dente por meio dos poros existentes no esmalte.

Estes pigmentos incorporados ao dente são moléculas muito grandes e refletem a luz de maneira que o dente parece mais escuro.

O clareador penetra nos poros do esmalte dental e inicia uma reação química, chamada de oxidação, quebrando o pigmento em moléculas bem menores que são mais facilmente difundidas para fora do dente e ainda refletem a luz de uma maneira diferente, transmitindo a percepção de dentes mais claros. 
 
“O clareamento dental, quando adequadamente indicado e conduzido, não origina nenhum dano permanente à dentição. A hipersensibilidade é um efeito colateral que pode estar presente em alguns casos, em maior ou menor grau, variando conforme uma série de fatores. No entanto, este desconforto pode ser minimizado com o uso de géis clareadores contendo dessensibilizantes ou ainda com o uso de dessensibilizantes específicos de uso profissional, ambos disponíveis na linha Whiteness da FGM”, explica Lippmann.
 
O procedimento também é bastante realizado antes de eventos importantes, como casamentos e formaturas, e não exige cuidados especiais pós-tratamento.

O paciente pode manter sua dieta normalmente, sendo possível ingerir molhos, sucos, cafés e quaisquer outros alimentos.

Porém, quanto mais corantes estiverem presentes na dieta, mais cedo o dente voltará a escurecer, mas dificilmente retomará a cor anterior ao tratamento.

Sempre que o paciente e o dentista verificarem um escurecimento, um retoque poderá ser realizado, o que normalmente ocorre a partir de dois anos após o primeiro clareamento.    
    

 



    

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Guilherme Diefenthaeler

Fonte:FGM Mercado de Comunicação.