Rio de Janeiro, 15 de Julho de 2020

PERIODO PRE CARNAVAL TRAZ BOAS NOTICIAS A HIV POSITIVOS

Estudo apresentado em Congresso no Canadá demonstra que medicamento promove reduções significativas nos níveis de colesterol total, triglicérides e colesterol não HDL 


O Carnaval, um dos principais feriados do país e o mais esperado do ano, é caracterizado por dias de descontração e folia. Em contrapartida também é uma das datas em que há mais ações voltadas para a prevenção e divulgação de conhecimento sobre a AIDS. Além do trabalho do Governo e ONGs que possibilitam a realização de testes gratuitos e distribuição de camisinhas, a Merck Sharp & Dohme, um dos laboratórios pioneiros no estudo de medicamentos contra o HIV, acaba de divulgar um estudo com novos resultados a respeito do medicamento Isentress® (raltegravir), que inaugurou uma nova classe de anti-retrovirais (inibidores da integrase).

Durante um dos mais importantes eventos mundiais na área de infectologia, a 16ª Conferência sobre Retroviroses e Infecções Oportunistas (CROI – Conference on Retroviruses and Opportunistic Infections), realizada em Montreal, no Canadá, entre os dias 09 e 11 de fevereiro, foram apresentados novos dados sobre Isentress® (raltegravir).  

Em um dos estudos o tratamento com Isentress® demonstrou reduções significativas nos níveis de colesterol total, triglicérides e colesterol não HDL em comparação com o esquema que utilizava lopinavir/ritonavir. “Este resultado é muito importante, principalmente para a busca incessante que temos atualmente por medicamentos cada vez mais eficazes, mas que tenham menos efeitos colaterais possíveis e possam garantir uma boa qualidade de vida aos pacientes soropositivos” explica Dr. José Valdez Ramalho Madruga Infectologista do Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/Aids. 

Indicado para o tratamento de soropositivos que não respondem às terapias disponíveis atualmente, o uso de Isentress® demonstrou eficácia em 57% dos pacientes que utilizaram o novo anti-retroviral mais OBT (sigla em inglês para terapia otimizada de base) versus 26% dos pacientes que receberam placebo mais OBT. Além disso, os pacientes que receberam o esquema com Isentress® apresentaram aumentos significativos nas contagens das células CD4 – células importantes para a defesa do organismo e que comandam o sistema imunológico. 

Indicado para o uso via oral, o medicamento inaugurou uma nova classe de agentes anti-retrovirais denominada inibidores de integrase, que impedem a inserção do DNA viral do HIV no DNA humano. Este novo mecanismo inibe a capacidade do vírus de se replicar e infectar novas células. O Isentress® é o primeiro anti-retroviral capaz de inibir a integrase, os outros medicamentos utilizados anteriormente inibem as duas enzimas: protease e transcriptase reversa. 

“Não podemos deixar de alertar sobre a importância da prevenção e a divulgação de informações sobre a AIDS. Todas as campanhas e ações voltadas para a diminuição no número de infectados são fundamentais, mas é preciso mostrar também os tratamentos disponíveis atualmente, e que podem aumentar a sobrevida e a qualidade de vida destes pacientes já infectados”. diz João Sanches, diretor de Assuntos Institucionais da Merck Sharp & Dohme.

O Brasil tem se mostrado a frente de muitos países, até mesmo os desenvolvidos, em relação ao tratamento concedido aos soropositivos, um exemplo disto foi a própria aprovação do Isentress® feita pela ANVISA, no início de 2008, que concedeu um status de revisão prioritária para o medicamento por se destinar a uma doença emergente ou reemergente - quando a doença torna-se diferente em pacientes que já estão em tratamento há vários anos e cria necessidade de outros tratamentos. 


Sobre a Merck & Co. e a Merck Sharp & Dohme

 A Merck & Co., Inc., é uma empresa farmacêutica que pesquisa, desenvolve, produz e comercializa vacinas e medicamentos  em áreas críticas da medicina há mais de um século.  Foi uma das responsáveis por produzir a penicilina em larga escala, sintetizou a vitamina B6 e B12, descobriu a cortisona, a vacina contra sarampo, caxumba e rubéola, medicamentos anti-Aids que fizeram com que a doença passasse a ser considerada crônica e não fatal e recentemente descobriu a primeira vacina contra câncer de colo de útero. A empresa dedica grandes esforços para aumentar o acesso aos seus  produtos por meio de programas sociais,  incentiva o desenvolvimento de ciências de saúde e biomédicas e ambientes que promovam a inovação e desenvolvimento econômico, além de divulgar informações sobre saúde como uma prestação de serviço à população. No Brasil desde 1952, a empresa é denominada Merck Sharp & Dohme (MSD) e conta com um escritório central, localizado em São Paulo, e uma unidade fabril, situada na região de Campinas, São Paulo, que completa 50 anos em 2008. Para mais informações, visite www.msdonline.com.br

Crédito:Cris Padilha

Autor:Oliveira, Flavia

Fonte:Universo da Mulher