Rio de Janeiro, 14 de Novembro de 2019

Como transformar seu guarda-roupa no seu melhor aliado

Não adianta nada encher o seu armário com roupas lindas e maravilhosas, se toda vez que você acessa o seu closet, uma verdadeira expedição começa, pois a desorganização impera. Assim, além de ficar difícil encontrar esta ou aquela peça - sem falar no tempo gasto para tal -, fica pra lá de complicado visualizar as suas roupas e as possíveis combinações o que a impede de tirar  o melhor proveito do seu guarda-roupa. Desse jeito, ao invés de ter um armário redondinho, jogando no seu time, o terá jogando contra.

 

 

Para reverter este quadro, só uma boa arrumação/organização resolve. Mas antes de investir seu tempo e mão de obra nesta tarefa, saiba que existem sim algumas dicas que vão facilitar e muito o seu trabalho. E no final das contas, vai valer a pena. Anote:

 

 

 

Arrumação:

 

 

Reserve uma tarde inteira ou mesmo um dia todo (dependendo do volume do seu armário e do tamanho da bagunça) para a arrumação. Nada de distrações. Se desligue do mundo e se concentre na tarefa. Uma boa música de fundo até ajuda a descontrair. Telefone? Deixe na secretária eletrônica.

 

 

Pra começar: tire tudo do armário e limpe todo o closet muito bem. Se certifique de que o tipo de produto usado é específico pro tipo de madeira etc do seu armário. Vale colocar anti-mofos ou saches perfumados para dar um cheirinho agradável. Só não esqueça de trocá-los quando o efeito passar.

 

 

Experimente todas as peças que você não sabe se ainda servem ou se tem dúvida se gosta ou não em você e veja como ficam. Separe cada peça que necessite algum tipo de conserto ou ajuste ou mesmo lavagem especial ou não.

 

 

E aproveite a montanha de roupa pra “brincar de Barbie” no espelho, ou seja, experimente as peças, tente novas combinações e veja o resultado. Só assim a gente exercita a nossa criatividade no vestir e se diverte. Afinal, quem disse que arrumação não pode ser divertida?

 

 

Tudo o que se tornou obsoleto ou simplesmente não serve mais, de um jeito ou de outro deve ser descartado. Aliás, é sempre bom dar uma limpa no armário para abrir espaço para coisas novas e também para não abarrotar o seu closet. As roupas precisam de espaço para respirar, sabia?

 

 

Na dúvida, aqui vão alguns lembretes do que se deve manter e o que se deve jogar fora:

 

 

 

O que manter:

 

-         Peças clássicas como cardigans ou sueters de cashmere, vestidinhos pretos etc.

-         O que você usa e lhe cai bem.

-         Itens de ótima qualidade de designers renomados, pois são itens capazes de dar um toque de estilo a um look atual e também costumam ter seu valor catapultado com o passar dos anos. Roupa também é investimento.

-         Alguns modelitos ou acessórios representativos de uma era, só o suficiente para encarar um revival quando este vier, e eles virão. Peças sentimentais como o seu primeiro sutiã ou o seu jeans favorito. Obs.: Nos dois casos, é bom guardá-los no museu do seu armário, leia-se: em caixas no alto do armário, fora de vista e em sacos azul de lixo para preservar melhor, e só tirá-los de lá quando necessário.

 

 

 

O que doar/jogar fora:

 

-         Todas as peças que não lhe cabem mais e não merecem ou não podem ser reajustadas.

-         Se deparar com qualquer item que lhe faça perguntar: “O que é que eu estava pensando quando comprei isto?” – se livre dele.

-         Qualquer coisa que você nunca usou ou não usa há muito tempo, pois as chances de você usar são bem pequenas. Então pra que deixá-las encalhadas, ocupando espaço no seu armário?

 

 

 

 

Organização:

 

 

Agora que a faxina terminou, é hora de pôr tudo de volta no armário, com critério, sempre visando facilitar a sua vida e economizar tempo em suas idas diárias ao guarda-roupa. Para tal, considere algumas dicas para arranjar roupas e acessórios.

 

 

 

As Penduradas:

-         Procure usar cabides (mesma cor e material) próprios para cada peça. Prefira os com as hastes giratórias - sempre viradas para dentro - para agilizar na hora de colocar as roupas no armário.

-         Reserve o lado esquerdo para pendurar casacos, blazers, calças, saias e vestidos, nesta ordem e o lado direito para blusas e outros tops. Coloque cada tipo de roupa no mesmo grupo da seguinte forma: todas as calças devem ficar juntas, assim como todos os casacos, blazers e por aí vai.

-         Não se preocupe em colocar conjuntinhos juntos. Na verdade, tente “blocar” as suas roupas por cores. Por exemplo, coloque as roupas pretas juntas, assim como todas as brancas no mesmo grupo, as vermelhas e assim por diante. Faça um degradê de cores, colocando as mais escuras à esquerda e vai clareando ou simplesmente, coloque as cores mais usadas, mais à mão.

-         Não esqueça de fechar zípers e abotoar pelo menos o primeiro botão para segurar as roupas no cabide. Roupas delicadas não devem ser penduradas.

 

 

 

 

Nas Prateleiras e Gavetas:

-         Elas podem e devem ser “blocadas” por cores, sempre colocando as mais procuradas, mais à vista.

-         Malhas podem ser enroladas em tubinhos enquanto roupas mais encorpadas ou mesmo mais delicadas pedem para ser dobradas com critério.

-         Na hora de decidir onde vai colocar o que em gavetas e prateleiras, considere colocar o que mais se usa em locais de mais fácil acesso. Exemplo: sua gaveta de calcinhas e sutiãs deve ficar mais à mão assim como as das blusas da estação enquanto a gaveta de pijamas pode ficar mais em baixo, menos visível. Use este critério para organizar todo o seu armário.

 

 

 

Cintos e bolsas pedem um cabideiro específico ou prateleiras. Já os calçados (limpos e engraxados se necessário), ficam mais confortáveis em prateleiras ou naquelas colméias que se pode pendurar no armário. Para os acessórios também vale a máxima de colocar os mais usados, mais à mão. Outra dica: os separe por ocasião, exemplo: festa, dia-a-dia etc ou os organize por cores.

 

 

Viu? Passou rapidinho. E não doeu tanto. Além do que, eu garanto que se você respeitar a organização, evitando embolações ou bagunças desnecessárias, o efeito vai durar e o seu armário vai frutificar. E toda vez que bater aquela vontade de largar a calça de qualquer jeito dentro do armário ou misturar peças pense no trabalhão que dá organizar tudo de novo. A vontade passa rapidinho...

 

 

Outra coisa: se comprometa a fazer duas grandes arrumações por ano, no inicio da estação friorenta – outono – e no começo da estação calorenta – primavera – colocando mais à vista as peças mais usadas e características destas estações para evitar potencias desarrumações. Assim, dá para manter tudo em ordem por mais tempo e minimizar a mão de obra de uma próxima arrumação.

 

 

Mantendo a ordem no seu guarda-roupa você vai facilitar sua vida, economizar tempo e ainda maximizar suas escolhas, transformando o seu guarda-roupa no seu melhor aliado. E suas roupas vão agradecer.

Crédito:Fabiola Freire Fernandes

Autor:Fabiola Freire Fernandes

Fonte:Universo da Mulher