Rio de Janeiro, 28 de Novembro de 2020

Mulheres à beira dos 60 dão novo perfil à maturidade

"Vovós gostosas" ensinam a combinar boa forma física com sensualidade

No próximo mês, a empresária Lígia Azevedo completa 60 anos. Tem idade para ser avó, mas o rosto sem rugas e o corpo atlético estão a milhões de anos-luz da imagem de uma vovozinha como "Dona Benta", de Monteiro Lobato. Além de dieta e ginástica, Lígia manda buscar injeções revitalizantes da Clínica Anna Aslan, na Romênia, e diz que o fundamental para a aparência é trabalhar as emoções com uma boa terapia. Para ela, a aparência de vovó gostosa será comum entre sexagenárias do século XXI.

- A imagem de uma mulher de 60 anos costumava ser a de uma velhinha numa cadeira de balanço. Mas as avós não são mais assim. A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê um aumento da expectativa de vida para 90 anos em 2020, mas todos esses senhores podem ser belos e saudáveis - comenta.

Outra bela mulher, já com dois netos, alegre, sensual e com um corpo bem trabalhado é a atriz Marieta Severo. Ela já levou alguns sustos quando começou a ser considerada um símbolo sexual em plena maturidade. Chegou a pensar que estavam confundindo seu telefone com o de Vera Fischer. Praticamente obrigada a aceitar o título de vovó gostosa, Marieta diz que não entende a origem dos elogios, mas os considera divertidos:

- Talvez a minha animação com a vida passe essa imagem jovial. Ou, quem sabe, por ter amigos de todas as idades. Sou amiga dos amigos das minhas filhas, porque sou muito animada. Acho muito engraçado ser considerada uma gata aos 54 anos.

Marieta Severo mantém o corpo de 40 com aulas diárias de ginástica com a professora Josélia Maria da Silva, a Jô, mas a atriz diz que não paga preço algum para ficar mais jovem:

- Eu tenho a sorte de ser do tipo mignon e não ter tendência a engordar, o que ajuda na aparência mais jovem. A gordura envelhece. Tenho cuidado com o sol, que já me rendeu muitas manchas na pele, mas não vou à praia para ficar debaixo de barraca. Uso protetor, mas caio na água várias vezes e uso no máximo um boné.

Como todas as mulheres que passaram dos 40, Marieta já tentou usar cremes esfoliantes à base de ácidos, para eliminar manchas e rugas. Mas o tratamento foi rapidamente suspenso: o rosto sempre descamando é incompatível, segundo ela, com as gravações na TV. Há dois meses, decidiu-se por um tratamento ortomolecular, para equilibrar o organismo e repor vitaminas e minerais, mas não espera nada muito espetacular:

- A aparência não é minha prioridade de vida. Fiz milhares de anos de análise e o mundo das emoções e dos sentimentos é que me ocupa 24 horas por dia.

Revelar idade é um ato político

Já a atriz Betty Faria, que acaba de fazer 60 anos e continua ótima de biquíni, diz que ainda não tem netos por armadilha do destino, mas está de braços abertos para recebê-los. Ela fez questão de comemorar a nova idade também como um ato político contra essa obsessão por juventude que atormenta todas as mulheres.

- Num momento em que todo mundo só pensa na aparência cada vez mais jovem, revelar a idade é um ato político. Eu cuido do meu corpo porque gosto de mim e por questões profissionais. Uma atriz magra pode fazer um tipo popular e uma grande dama. A prova disso é Fernanda Montenegro. Ela mantém um corpo perfeito tanto para um tipo popular, como o de "Central do Brasil", quanto para a matriarca elegante de "As filhas da mãe"- comenta.

Segredo da juventude é elevar a auto-estima

Você quer parecer bela e jovem? Pois a lição número um é não viver desesperadamente em busca da eterna juventude física. Essa é a recomendação tanto das atrizes Marieta Severo e Betty Faria quanto da professora de ginástica e esteticista Lígia Azevedo. Betty Faria ensina que o corpo saudável depende essencialmente de um espírito jovem.

- O frescor espiritual é o mais importante e o meu espírito é jovem. Minha prática religiosa, da qual eu não falo muito, embora seja budista praticante há dez anos, ajuda muito. E para uma mulher publicamente muito exposta, como eu, a terapia também é necessária - diz Betty.

O fundamental é gostar de si mesma porque, segundo Betty Faria, elevando a auto-estima todo o corpo reage bem.

- Quando a gente se gosta, se cuida mais. Mas sem frivolidades. Eu cuido do lado espiritual e o corpo acompanha. Não deixo de fumar meus cigarrinhos, nem de beber meus vinhos. Transito muito bem pelo desbunde - brinca.

Tampouco a ginástica é uma obsessão para manter o corpo impecável. Bailarina desde criança, a atriz diz que malha por questão de saúde:

- Eu busco mais o efeito interno de uma aula de ginástica. Gosto de fazer uma musculação numa academia porque me dá prazer. Mas não faço isso todo dia e o tempo todo. Uma aula de balé é o nirvana para mim, mas só posso dançar porque faço musculação. Como toda bailarina, tenho muitas lesões e preciso fortalecer as articulações.

A atriz critica radicalmente as mulheres que vivem fazendo plásticas, lipoaspirações e infiltrações em rugas.

- Você olha para essas mulheres obcecadas por juventude, todas espichadas, e vê como o espírito delas está velho e magoado - diz.

O espírito jovem garante, também, namorados mais jovens e atraentes. Que o diga Lígia Azevedo, conhecida por seus romances com homens jovens e atléticos. Ela diz que para namorar um homem mais jovem é preciso estar emocionalmente muito bem estruturada, para evitar as armadilhas de se sentir velha e ameaçada por outra mais jovem:

- Eu sempre digo que para manter um corpo em forma é preciso cuidar, antes de mais nada, da cabeça. Faço terapia desde os 30 anos, o que me garante uma maturidade para viver esses romances com homens mais jovens sem entrar em paranóias. As mais comuns são de que ele está achando você velha, está pensando em outra mulher, bem mais jovem - lembra.

A terapia ajuda também a mulher a aceitar a passagem do tempo, segundo Lígia, sem sofrimento, descobrindo o lado positivo da maturidade:

- Os cuidados com o corpo e a pele não devem buscar uma aparência de jovenzinha. Isso a mulher madura jamais conseguirá. Fora o perigo de se cair na vulgaridade. O meu objetivo, por exemplo, é ser uma senhora bonita. Com algumas rugas, sim, porque é inevitável, mas bonita.

Para conquistar o ideal de bela senhora, Lígia cuida da alimentação, fez um lifting no rosto há três anos e reduziu um pouco a ginástica para proteger melhor as articulações.

- Eu não faço mais aula em academia. Depois de certa idade, as articulações se tornam mais frágeis e os exercícios devem ser moderados. Não é por falta de capacidade ou de disposição. É filosofia. Prefiro exercícios mais alternativos, que visem também ao combate ao estresse a ao bem-estar emocional - comenta.

Rejuvenescimento exige acompanhamento médico

O grande segredo de bem-estar de Lígia Azevedo, porém, é o tratamento feito com um geriatra. No seu caso, ele inclui injeções personalizadas e importadas da Clínica Anna Aslan, na Romênia, que ela toma periodicamente há sete anos. O medicamento se chama Gerovital H3. O acompanhamento é feito pelo médico Rogério Dória, que se especializou com a médica romena Rodica Marcu e encomenda na clínica da Romênia as injeções personalizadas de cada paciente.

- Eu descobri o Gerovital H3 aos 53 anos, quando comecei a me sentir triste e não sabia o que era. As pessoas me achavam bem, mas eu, no fundo, sabia que nada estava bem assim. Uma amiga que estava ótima me indicou a clínica e eu embarquei diretamente para a Romênia - conta Lígia.

O médico Rogério Dória adverte que o tratamento à base de procaína não é uma fórmula milagrosa e deve ser prescrito exclusivamente por médicos. Ele explica que o medicamento é apenas um complemento de um programa global de equilíbrio físico e mental, que inclui alimentação saudável, exercícios, reposição de vitaminas e sais minerais, além de exames e avaliações médicas periódicas.

Crédito:Anna Beth

Autor:Vivian Rose

Fonte:Universo da Mulher