Rio de Janeiro, 27 de Novembro de 2020

PNL é alternativa para curar doenças da vida moderna

A psicóloga Márcia Dolores defende que estresses, depressão e anorexia  são alguns exemplos de transtornos que podem ser curados usando essa técnica simples e eficaz

 

Ninguém nasce com um comportamento fóbico. As pessoas desenvolvem essa reação em um dado momento da vida, principalmente quando são submetidas a alguma experiência negativa e marcante. Quando o problema não é diagnosticado, volta a se manifestar transformando aquela situação em um ciclo vicioso fazendo com que a pessoa sofra cada vez mais e, em boa parte dos casos, torna-se um grande limitador para executar até simples tarefas, seja na vida pessoal ou profissional.

 

A psicóloga Márcia Dolores, que possui experiência profissional em desenvolvimento humano há 23 anos e é especialista em Programação Neurolinguistica (PNL), explica que a habilidade adquirida tem como objetivo comunicar algo e, portanto, o cérebro interpreta como útil porque ajudou a lidar com determinado problema. “Uma cliente tinha claustrofobia especificamente ao entrar em um veículo. Todos os sintomas estavam presentes, só que ela tinha 40 anos e sua vida estava afetada por essa postura. Ao desenvolvermos o tratamento, descobrimos que esse comportamento apareceu aos quatro anos de idade quando foi levada para longe dos pais dentro de um carro. Desde então, a  mente fez uma associação de que carros eram perigosos, portanto ela não poderia entrar neles e ficar confortável. Aos quatro, esse foi um belo aprendizado para protegê-la. Já aos 40, torna-se uma terrível limitação. Essa cliente pode, com a PNL, desenvolver automaticamente uma nova programação neurológica para o fato de entrar em um carro, para ter mais escolhas e ser feliz através da liberdade que compõem a existência de todo e qualquer ser humano. Esse processo foi alcançado em sessões, pois quando nossa mente tem um caminho melhor e ágil, fica mais fácil mudar”, ressalta.

 

Coordenadora do Instituto Saber, empresas líder e inovadora no desenvolvimento de alta performance em recursos humanos tanto no Brasil como no exterior, Márcia afirma que  há um cuidado especial e respeito com todos os clientes para não rotular e generalizar todas as experiências. “Os fatores que levam a determinada manifestação fóbica são inúmeros. Por exemplo, não podemos afirmar que todos que passam por determinados eventos irão desencadear um determinado problema. Isso seria reduzir a experiência humana e banalizá-la, na PNL sabemos que depende de cada um o significado que vamos dar a uma situação que irá definir a conduta. Como o exemplo que dei acima referente a claustrofobia, talvez outra pessoa na mesma situação tivesse outra reação. Trabalhamos com muitas pessoas que passam por seqüestros, assaltos ou que viveram perdas significativas e que  poderão apresentar comportamentos claustrofóbicos. Entretanto, há também quem conduzirá sua vida sem nenhuma vestígio de claustrofobia ou qualquer outro tipo de problema.  É importante considerar a individualidade de nossas vivencias e como a nossa neurologia absorve o seu significado.

 

Márcia afirma que a transformação do comportamento é um processo gradual e não pode acontecer de forma instantânea. “O que é tranqüilo e seguro para muitos, para outros pode ser muito diferente. Lembro-me de um executivo que atendi e que tinha claustrofobia de avião e que toda a estatística de segurança, em relação ao meio de transporte aéreo, não tinha nenhuma importância para ele apesar de ser algo específico e real. Caso a pessoa se cobre de aceitar que é seguro e pronto, dificultará ainda mais o tratamento. Mudar é transformar o significado e, às vezes, é diferente do pensamento linear. Trata-se de uma mudança sistêmica e que só faz sentido para o dono da ação”.

 

O  tratamento é realizado para chegar aos 100% da cura. “Temos obtido esse resultado em grande parte dos casos. O tratamento é desenvolvido com a PNL, técnica que oferece uma forma diferente de pensar a respeito de si mesmo e sobre o mundo, possibilitando uma nova atuação diante da vida permitindo utilizar o enorme potencial da mente, que muitas vezes está adormecido e que poderá ser acionado permitindo uma maior realização”, explica a especialista.

Outra grande aliada nos atendimentos é a Hipnose Ericksoniana. Desenvolvida por Milton H. Erickson, M.D., (1901 – 1980), a técnica é utilizada no mundo todo devido a sua grande eficácia. Erickson desenvolveu uma nova forma de terapia elegante e respeitosa, levando sempre em consideração o indivíduo e a realidade individual. A hipnose é uma excelente ferramenta para ser usada no trabalho terapêutico porque se trata de uma ferramenta de comunicação eficiente. Sua principal vantagem é possibilitar o acesso aos recursos ilimitados do inconsciente.

Quando uma pessoa recorre ao trabalho terapêutico, já tentou conscientemente mudar, e não conseguiu. Na mente inconsciente estão as lembranças, compreensões, percepções e estas informações podem ser utilizadas para ajudar as pessoas a libertar-se dos comportamentos limitadores desenvolvendo novos caminhos. Através das suas programações neurológicas, é possível transformar os registros que foram realizados e que, de uma determinada forma, inviabilizam sua experiência libertando-se dessas programações passadas para construir uma nova forma de viver. “Este, é o grande objetivo do tratamento com PNL e Hipnose Ericksoniana que desenvolvemos no Instituto Saber. A mente têm capacidades surpreendentes de superação de libertar-se de fobias e medos, o que é muito útil para construir uma nova referência para o futuro. É um tratamento rápido, simples e com grandes resultados em que a pessoa tem a oportunidade de acompanhar as mudanças e vivenciar o seu melhor”, conclui a psicologa.

 

Sobre a Dra. Márcia Dolores

 

A psicóloga Márcia Dolores Del Resende possui experiência profissional em desenvolvimento humano há 23 anos. Já a Programação Neurolingüística (PNL) passou a fazer parte da sua vida desde de 1989. A frente do Instituto Saber, empresa que é líder e inovadora no desenvolvimento de alta performance em recursos humanos tanto no Brasil como no exterior, desde que se tornou advanced trainer em PNL, a psicóloga passou a ensinar as pessoas a como criar e manter padrões de pensamento favoráveis à conquista de objetivos. Especializada em RH e T&D, com formação completa em PNL (NLP Health Certification Training), é Trainer Advanced em PNL. Possui a certificação do Internacional Coaching Certification Training e em Master Coaching - Integrated Coaching Institute. Foi treinada por profissionais que possuem uma grande experiência e um conceituado trabalho como: Robert Dilts, Suzi Smith, Tim Halbom, Steve Andreas, Teresa Robles e Dr. Stephen Gilligan. 

 

Sobre o Instituto Saber

 

Instituto Saber, empresa que é líder e inovadora no desenvolvimento de alta performance em recursos humanos tanto no Brasil como no exterior. A equipe de 20 profissionais que atua no instituto atende pessoas físicas e  dentro das organizações, com foco em gestão de pessoas, liderança, comunicação. O objetivo é o de facilitar o processo para que cada um alcance os seus estados de excelência, maximizando os seus próprios recursos, através de processos de treinamento e coaching para que cada pessoa atue no seu melhor produzindo resultados tornando-se altamente produtivo e diferenciado dentro da organização.

Crédito:Cris Padilha

Autor:

Fonte:Comunicação