Rio de Janeiro, 08 de Março de 2021

Mulheres mais belas na maturidade

Mulheres mais belas na maturidade
A expectativa de vida da mulher brasileira, hoje, é de 78 anos.
 

 
Chegar à terceira idade não significa mais encerrar planos, não ter expectativas, como antigamente.
Esta visão tem mudado nos últimos anos: nunca se viu tamanha participação feminina em faculdades, debates e atividades de recreação, como nesta etapa da vida.
 
“Isto significa que elas estão descobrindo novos valores, procurando viver intensamente, participando ativamente de atividades artísticas, procurando novas chances no mercado profissional. Com tantas ocupações, os cuidados com a beleza e a boa aparência não diminuem na terceira idade, se intensificam”, defende o cirurgião plástico Lecy Marcondes Cabral, diretor da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.
 
Segundo o especialista, a mulher na terceira idade está mais consciente de sua importância social e aproveita essa autonomia para cultivar uma boa imagem. "São pacientes que compreendem bem a passagem do tempo e sabem que jamais voltarão a ter uma aparência de 20 anos.
 
Elas estão dispostas a melhorar o visual, sem radicalismos, pois valorizam a sua própria estória de vida. A maioria delas tem condição financeira estável e pertence às classes A e B. Têm filhos independentes, são economicamente ativas ou aposentadas com condições de viajar e aproveitar a vida”, diz o especialista.
 
Em conjunto com os tratamentos de beleza, a mulher na terceira idade também busca estar em sintonia com a sua saúde e passa a cultivar hábitos mais saudáveis, como uma alimentação balanceada e a prática moderada de exercícios. “Saúde e beleza sempre estiveram interligadas, mas este laço se torna mais forte na terceira idade, quando o corpo pode apresentar-se mais debilitado por algumas doenças", explica o cirurgião plástico.
 
O que elas desejam mudar?

Os maiores desconfortos estéticos da mulher na terceira idade estão relacionados ao rosto - rugas e flacidez - e ao contorno corporal. Segundo Lecy Marcondes, para cada caso, em particular, há uma indicação de tratamento para recuperar a jovialidade do rosto. “Mas em relação às medidas preventivas, estas são gerais. Cuidar da limpeza e da hidratação da pele, evitar ganho ou perda excessivos de peso, limitar o tempo de exposição solar – utilizando bloqueadores solares – e não fumar são medidas recomendadas a todas as interessados em ter uma aparência mais jovem”, afirma. Quando não é mais possível prevenir, cabe ao cirurgião plástico a melhor indicação de tratamento para o rejuvenescimento facial. Dentre as muitas possibilidades de tratamento para este fim, destacam-se:
 
Lifting com fio russo
 
O fio russo é um dos métodos empregados para combater a flacidez e a queda de gordura da face.
Mais simples do que a tradicional cirurgia plástica no rosto, não há a necessidade de cortes ou de aplicação de anestesia geral. O combate à flacidez é feito através da tração de fios que são inseridos sob a gordura.
 
O procedimento demora cerca de uma hora, o rosto fica meio arroxeado, mas os resultados são visíveis em poucos dias. “Ao tocar o local, a paciente não sentirá o fio, pois ele será colocado sob a camada de gordura da face” afirma Cabral.
 
Peeling de fenol
 
“Peeling quer dizer descamar... É isto o que fazemos com a aplicação do peeling de fenol, provocamos uma descamação intensa na pele do rosto, objetivando um rejuvenescimento tanto em nível epitelial, como dérmico”, afirma o cirurgião.
O procedimento é realizado sob sedação e elimina rugas de expressão, flacidez facial, marcas de envelhecimento, cicatrizes superficiais de acne e manchas.
A recuperação da paciente é lenta.
O rosto fica inchado por cerca de 15 a 20 dias e a pele ganha um tom avermelhado, que pode perdurar por 3 meses (o uso de maquiagem adequada disfarça o problema). “Acabado o período de convalescença, a pele ganha uma aparência mais jovem e viçosa. É muito apropriado para as peles fotoenvelhecidas, muito expostas ao sol”, explica Lecy Marcondes.
 
Bioplastia facial
 
Na bioplastia, o material utilizado é o PMMA, polimetilmetacrilato.
A bioplastia na face dura cerca de 40 minutos. São utilizadas microcânulas atraumáticas que não lesam vasos e nervos e todos os tratamentos são realizados através de micropunções, sob a pele, junto às estruturas do corpo, sem qualquer corte ou sutura.
 
São realizados minúsculos orifícios menores que 0,5 mm, por onde são introduzidas as microcânulas que vão transportar as microesferas de PMMA para o local desejado. Todo o procedimento é realizado com anestesia local. Após a aplicação do produto, não há a necessidade de pontos, apenas um esparadrapo antialérgico pequeno é colocado e retirado em dois dias.
 
A paciente pode voltar para casa após o procedimento. Podem surgir edemas e algumas esquimoses que desaparecem entre 3 e 15 dias. “A bioplastia foi criada seguindo a tendência mundial de emprego de métodos minimamente invasivos que ocorre em toda a medicina, aliando bons resultados e baixos riscos”, afirma o cirurgião plástico.
 
Contorno corporal
 
Falta de contorno na silhueta, pelo aumento do volume de gordura tanto da região abdominal como da região lombar, diminuição de volume na região glútea e o aumento dos culotes são problemas que afetam a maioria da população feminina, principalmente as mulheres que já entraram na terceira idade.
 
Quando tratamentos clínicos e estéticos não surtem mais efeito, deve-se considerar uma cirurgia plástica. Criada pelo francês Illouz, em 1983, a lipoaspiração é uma opção a ser considerada para atenuar ou  resolver o acúmulo de gordura, que o tempo insiste em deixar no corpo feminino.
Pelo aprimoramento da técnica, seus bons resultados e segurança, a lipoaspiração tornou-se uma aliada da mulher para remodelar o corpo e obter uma silhueta mais harmônica.
 
 
Ao contrário do que muitos pensam a lipoaspiração não é feita para emagrecer, perder peso. É realizada para remodelar o corpo, retirar a gordura localizada e assim melhorar o contorno corporal.
A gordura retirada durante a cirurgia poderá se utilizada para preencher ou até mesmo modelar outras áreas do corpo que possam apresentar depressão ou pouco volume de gordura, o que chamamos de lipoescultura.
 
De acordo com o cirurgião plástico Lecy Marcondes Cabral, outra consideração a ser feita é “que as melhores candidatas à lipoaspiração são aquelas pacientes próximas do peso ideal e que apresentam gordura localizada de difícil perda com exercícios”, afirma.
 
Um dado interessante levantado por Cabral é o de que a procura por este tipo de cirurgia por mulheres na faixa dos 50 anos aumentou. “Anteriormente, a lipoaspiração era realizada nas pacientes com até 45 anos. Agora, a faixa de interessadas neste tipo de cirurgia cresceu muito e abrange pacientes com idade até mesmo superior a 50 anos, isto porque estamos remodelando a região glútea com a própria gordura da paciente, o que aumenta em muito a sua auto-estima nesta etapa da vida”, explica.
 
Cuidados especiais

O especialista alerta que após os 70 anos, os riscos de uma cirurgia se tornam maiores. "Antes da realização do procedimento, a paciente deve ser cuidadosamente examinada e informada sobre os riscos", explica o médico.

Segundo o Lecy Marcondes, com o passar do tempo, a estrutura cutânea se modifica, as células de elastina ficam escassas e as fibras de colágeno diminuem. As conseqüências disso são tecidos mais finos e flácidos. "O que a cirurgia plástica estética pode fazer é retirar o excesso de gordura e esticar a pele, mas não mudar sua estrutura interna, como se acredita", alerta.
 
Mulheres que apresentam doenças metabólicas ou cardíacas devem optar por procedimentos menos invasivos. “É importante reforçar que a orientação médica é fundamental e tem como objetivo esclarecer a paciente sobre as limitações técnicas e físicas que cada uma possui na sua individualidade. É preciso deixar claro que quando se busca um tratamento visando a harmonia corporal, devemos deixar de lado as fantasias de ter ‘um nariz parecido com o de tal pessoa’ ou mesmo ‘o corpo de tal artista’. Muitas vezes, as modificações feitas são sutis  e os resultados irão sempre variar de uma pessoa para outra”, destaca o cirurgião plástico Lecy Marcondes Cabral.
 
 
Antes de se submeter a uma cirurgia, a paciente deve passar por uma série de exames que atestarão suas condições de saúde para realizar o procedimento proposto. No caso da cirurgia plástica, as avaliações são as mesmas de qualquer outra intervenção cirúrgica. Avaliação cardiológica, hemograma completo, raio X, exame de urina.“A necessidade de exames varia de acordo com o procedimento que se pretende realizar. Após a avaliação física e a análise dos exames, estando a paciente dentro da normalidade, não há contra-indicações. Um cuidado importante a ser observado é o dever do cirurgião plástico de informar se a cirurgia almejada é possível ou não”, diz Lecy Marcondes Cabral.

 
Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo
Endereço: Rua Dr. Sodré, 122. Conjunto 75.
Vila Nova Conceição.
Atendimento: De segunda a sexta.
Horário: 08h30min às 18h30min horas.
Tel: (11) 3845 0802.
 
LECY MARCONDES CABRAL
Lecy Marcondes Cabral é mestre em cirurgia plástica pela Escola Paulista de Medicina, onde apresentou dissertação sobre o emprego da pele sintética para o tratamento de queimados. Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz – onde também compõe a Comissão de Ética Médica – e do Hospital Israelita Albert Einstein. É o diretor da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.
 

Crédito:Márcia Wirth

Autor:Lecy Marcondes Cabral

Fonte:Excelência em Comunicação