Rio de Janeiro, 25 de Setembro de 2020

Pele também precisa de dieta

Nutricionista do Hospital Prof. Edmundo Vasconcelos mostra importância de alimentação antioxidante na prevenção do envelhecimento da pele

 


O excesso de exposição ao sol, hábito nada saudável de muitas pessoas nestes dias quentes de verão, é o grande responsável pelo envelhecimento precoce da pele. Mas os raios solares não estão sozinhos neste processo agressivo: o oxigênio, combustível indispensável à vida, pode se tornar um grande vilão da pele ao produzir radicais livres. Seus danos são imperceptíveis ao olho humano quando atingem apenas o interior do corpo, mas a ação dessas moléculas agressoras é bem visível ao chegar à superfície.

 

“O envelhecimento cutâneo resulta da diminuição na capacidade do organismo de manter nossas células em equilíbrio e isso acontece quando o oxigênio produz radicais livres”, explica a nutricionista Marina Citton Pasqua, do Hospital Prof. Edmundo Vasconcelos. “As células necessitam de oxigênio para trazer energia para o nosso corpo, mas a queima do oxigênio produz radicais livres, que acabam prejudicando a pele e outros órgãos”, observa Marina.

 

Segundo a nutricionista, fatores como a poluição, fumo, álcool, sol, distúrbios do sono, estresse, drogas, alterações constantes do peso, excesso de atividade física e doenças contribuem para o aumento dos radicais livres. Entretanto, o corpo humano possui enzimas protetoras que reparam parte dos danos causados pela oxidação. “Além disso, a boa nutrição fortalece os mecanismos naturais de proteção contra a ação dos radicais livres”, lembra Marina.

 

A ingestão de alimentos antioxidantes auxilia na diminuição do efeito dos radicais livres e, de acordo com estudos recentes, retarda o processo do envelhecimento precoce da pele.  “Os primeiros sinais de envelhecimento são a perda da elasticidade da pele, o aparecimento de rugas, manchas e flacidez”, alerta Marina.

 

Veja a seguir algumas substâncias antioxidantes, sua função no organismo e em que alimentos podemos encontrá-las:

 

Silício: Componente encontrado na pele e cartilagens. Auxilia na mineralização óssea. Fontes alimentares: Aveia, Cevada, Salsa, Nabo, Avelã e feijão.

 

Coenzima Q10: Previne a oxidação de lipídios (gordura) e está diretamente relacionada ao envelhecimento. Fontes: espinafre, amêndoas, pimentão, pistache. sardinha, amendoim, nozes e semente de gergelim.

 

Magnésio: Antiestressante, antiinfeccioso, cardio-protetor e atua na manutenção da temperatura corporal e na hidratação da pele. Sua ação combate acne, dermatoses, manchas senis, verrugas, e prisão de ventre. Fontes: cereais integrais, soja, folhas verdes, legumes, frutas (maçã e limão).

 

Zinco: Sua deficiência está relacionada ao envelhecimento precoce. Atua como co-fator em muitas enzimas, auxilia na digestão, na regeneração celular e cicatrização. Fontes: carnes, peixes, leguminosas (lentilhas), cereais integrais, vegetais, açafrão e gengibre.

 

Manganês: Essencial na formação óssea e metabolismo de aminoácidos, colesterol e carboidratos (açucares). Sua deficiência resulta em redução na produção de insulina, aumenta processos oxidativos, prejudica o fator de crescimento e promove anormalidades esqueléticas. Fontes: frutas oleaginosas, grãos, cereais integrais, gema de ovo, folhas.

 

Selênio: Essencial para a formação da enzima antioxidante Glutationa peroxidase. Fontes: carnes, aves, frutos do mar, cereais, castanha-do-pará, farinha de trigo, gema de ovo, pão francês.

 

Cobre: Responsável pela formação de tecido conjuntivo, do metabolismo do ferro e na formação de melanina na pele. Na prática, 20ml de suco de couve, puro, atinge a quantidade recomendada de cobre por dia, além de suplementar magnésio e enxofre, devido à clorofila. Fontes: fígado, cereais integrais, legumes e frutas (pêra).

 

Vitamina A:  Atua sobre o fator de crescimento da pele, bem como na produção de melanina. Fontes: vegetais folhosos verde escuros, legumes laranja escuro, batata doce, cenoura, couve, espinafre e abóbora. Quanto comer por dia? 800-1000 mg. (ex.): 1 xícara de abóbora; 1 xícara de espinafre; 1 colher de sopa de batata doce.

 

Vitamina C: Antioxidante natural, protege a vitamina E e o ácido fólico. Previne a peroxidação lipídica, produz e mantém o colágeno e atua na oxidação de proteínas. Esta vitamina aumenta a absorção do ferro. Pessoas que fumam precisam de mais vitamina C para não ter sua cicatrização prejudicada. Fontes: pimentão verde e vermelho, brócolis, couve de Bruxelas, couve flor, morango, espinafre e frutas cítricas.

 

Vitamina E: Função antioxidante eficiente. Fontes: óleos vegetais, amêndoas, soja, sementes de girassol, ovos, leite e fígado.

 

Água: Tem papel fundamental na hidratação e manutenção da pele. A ingestão de água pura em pequenos volumes e sempre fresca (quase gelada) é a melhor forma de se hidratar, pois a absorção é mais rápida.

 

Crédito:Cris Padilha

Autor:Sergio de Castro

Fonte:Conexão Nacional