Rio de Janeiro, 22 de Julho de 2019

Que bandeirinha, hein?

Se a bandeirinha Ana Paula Oliveira já firmou seu nome no futebol nacional, quem vem subindo é Maria Eliza Correia Barbosa, que aos 27 anos, prepara-se para seu terceiro campeonato nacional.
  
           
Paulista de Ituverava, Maria Eliza, atuou em 19 partidas nos últimos dois campeonatos brasileiros. Antes de atuar no terceiro, a bandeirinha afirma à VIP de maio, que acha interessante a cobrança das torcidas nos estádios, mas avisa: “Nós árbitros, não somos máquinas e também temos o direito de errar, porém sempre visando a perfeição”.
 
           
Maria Eliza diz que nunca teve problema com os jogadores. “Sempre me respeitaram”, afirma, aproveitando para esclarecer que as bandeirinhas ganham o mesmo que os auxiliares homens: “As taxas são iguais. Não são diferenciadas por sexo”.
 
 
Foto: Otavio Dias de Oliveira
 

Crédito:Karen Moraes

Autor:Cláudia Rubinstein

Fonte:CR Comunicação