Rio de Janeiro, 19 de Abril de 2024

Ideias de como fazer uma decoração vintage

A decoração vintage, muitas vezes chamada de retrô, é uma tendência que tem ganhado cada vez mais espaço na atualidade.

Com o desejo de resgatar elementos e estilos de épocas passadas, muitas pessoas têm buscado inspirações para criar uma decoração nostálgica e charmosa em suas casas ou ambientes profissionais.

Seja em um ambiente que remete bastante ao passado ou em um estilo mais contemporâneo com toques vintage, essa tendência pode trazer um ar acolhedor e único para a decoração de qualquer espaço.

Neste artigo, exploraremos o conceito, bem como diversas ideias e dicas para que você possa criar uma decoração vintage incrível e personalizada.

É válido ressaltar que se pode aplicar o conceito tanto em sua residência quanto no seu trabalho, seja em uma empresas de controle de acesso ou em qualquer outra, desde que haja um espaço possível de se decorar.

O que é uma decoração vintage? 

Devemos iniciar com a definição do conceito. Em suma, decoração vintage é um estilo que remete a décadas passadas, buscando trazer elementos e características que eram comuns em outras épocas para os dias de hoje.  

Essa tendência pode variar de acordo com a preferência pessoal de cada um, mas geralmente está associada a elementos que remetem aos anos 1950, 60, 70 e 1980.

Móveis antigos, peças de decoração retrô, objetos de época e tecidos com estampas clássicas são alguns dos elementos que podem compor uma decoração vintage.

Além disso, cores mais suaves, tons pastel e acabamentos desgastados são características que contribuem para a atmosfera nostálgica desse estilo.

Então, além de ser uma questão de estética, a decoração vintage também é um importante elemento de resgate de memórias e tradições.

Ao incluir elementos antigos em uma decoração, seja em uma casa ou em uma sala em uma empresa de limpeza, é possível criar um ambiente acolhedor e cheio de personalidade, com uma atmosfera única e aconchegante.

Como fazer 

Agora que definimos o conceito por completo, confira a seguir algumas dicas fundamentais de como fazer uma decoração vintage, com elementos que podem ser utilizados para montar uma decoração nesse estilo.  

Aposte nos móveis antigos 

Já citados anteriormente, os móveis antigos são um dos principais elementos de uma decoração vintage.

Eles trazem a sensação de história e memória, além de muitas vezes terem uma qualidade superior aos móveis atuais, desde que bem conservados ao longo dos anos.

Invista em peças com estilo e personalidade, como cadeiras de vime, mesas de madeira maciça, cristaleiras, aparadores e até mesmo um carpete para escritório mais antigo.

Lembre-se de que, muitas vezes, esses móveis podem precisar de restauração ou reforma, então esteja disposto a investir tempo e dinheiro nesse processo.

Procure por peças de decoração retrô 

Além dos móveis, as peças de decoração retrô também são essenciais para criar uma atmosfera vintage. Alguns dos principais itens são:

  • Telefones antigos;

  • Rádios;

  • Luminárias;

  • Espelhos;

  • Quadros e mais.

Normalmente, eles podem ser encontrados em lojas e feiras de antiguidades ou até mesmo em brechós. Também é interessante escolher peças que, além de antigas, possam ter algum significado para você e que contem uma história em sua decoração.

Explore tecidos e estampas clássicas 

Os tecidos e estampas são uma forma fácil de trazer um toque vintage à sua decoração. Eles têm a vantagem de serem extremamente versáteis, podendo ser usados em qualquer lugar, desde uma cozinha até um deck de madeira, por exemplo.

Invista em cortinas, almofadas, tapetes e toalhas de mesa com estampas clássicas, como floral, xadrez e poá. Além disso, tecidos como o veludo, o linho e o algodão são perfeitos para essa tendência.

Priorize cores suaves e tons pastel 

Para criar uma atmosfera vintage, é importante escolher as cores certas. Aquelas que são mais suaves e baseadas em tons pastel são consideradas ideais para esse estilo, pois trazem uma sensação de suavidade e romantismo.

As cores tons são aquelas levemente esmaecidas, que apresentam uma aparência mais "lavada" em comparação com cores brilhantes e vibrantes. Normalmente, elas são obtidas pela adição de branco à tonalidade original.

Invista em tons de rosa, azul, verde e amarelo claro para suas paredes, móveis e objetos de decoração, dos mais variados, como por exemplo, uma estrutura de gesso acartonado.

Aplique acabamentos desgastados 

O acabamento desgastado é outra característica importante da decoração vintage. Sendo assim, usá-lo corretamente pode ser considerado uma dica importante de “como fazer” esse tipo de estética.

Você pode investir em móveis e objetos com acabamento rústico, como madeira envelhecida, metal oxidado e vidro fosco. Esses elementos trazem a sensação de história e acrescentam textura e profundidade à decoração.

É possível utilizar acabamentos desgastados em qualquer lugar, seja em uma sala de estar ou até mesmo no envidraçamento de sacadas.

Personalize 

Por fim, lembre-se de que a decoração vintage deve ser pessoal e única. Não se preocupe em seguir regras rígidas ou em adquirir apenas peças caras e autênticas.

Use sua criatividade e personalize sua decoração com elementos que tenham significado para você, como fotografias de família, objetos herdados de entes queridos e até mesmo peças que você mesmo criar. 

Isso porque, a personalização é o que torna sua decoração vintage realmente especial e única.

Tipos de decoração vintage 

Existem diversos tipos de decoração vintage que podem ser explorados, cada um com suas particularidades e características únicas. Confira agora um pouco sobre cada uma das principais.

Vintage industrial 

Esse tipo de decoração vintage tem como principal característica a utilização de elementos que remetem a fábricas e indústrias do início do século XX.

Peças de ferro, metais oxidados, madeira rústica e cimento queimado são alguns dos elementos que compõem esse estilo.

Então, o vintage industrial pode facilmente ser adaptado em sistemas e instalações elétricas mais modernas como, por exemplo, uma instalação de câmeras de segurança em sua casa.

Vintage boho 

O estilo vintage boho é uma mistura de elementos vintage com a estética boêmia, baseando-se nos anos 60 e 70, quando surgiu a cultura hippie.

Esse tipo de decoração é marcado pelo uso de objetos exóticos, tecidos coloridos, estampas étnicas e móveis antigos.

É um estilo mais descontraído e informal, que valoriza a liberdade de expressão e a criatividade, bem como os movimentos culturais do período em que ele se baseia.

Vintage shabby chic 

O estilo vintage shabby chic é inspirado na decoração de casas de campo francesas do século XVIII.

Ele é marcado pela utilização de móveis antigos com acabamento desgastado, tecidos florais, cores suaves e muitos objetos de decoração, como relógios de parede, espelhos antigos e quadros.

Vintage clássico 

O estilo vintage clássico é inspirado na estética dos séculos XVIII e XIX, buscando recriar o luxo e a elegância das épocas passadas, usando materiais nobres e acabamentos refinados.

É um estilo mais elegante, que valoriza a utilização de móveis antigos com acabamento polido, tecidos de alta qualidade e objetos de decoração sofisticados, como candelabros e vasos de porcelana.

Vintage minimalista 

O estilo vintage minimalista é uma mistura do estilo vintage com outro extremamente popular nos dias de hoje, o minimalismo.

Ele é marcado pela utilização de poucos móveis e objetos, com destaque para as peças antigas e de qualidade superior. 

Portanto, é um estilo mais sofisticado e refinado, que valoriza a simplicidade e a elegância das peças, utilizando o lema do minimalismo “menos é mais” como base.

Por unir dois estilos, o vintage minimalista tem amplas aplicações, podendo ser utilizado, por exemplo, em bancadas de inox para cozinha industrial e diversos outros locais.

Dicas preciosas 

Após definição, um modo de fazer com dicas de elementos e classificação dos tipos de vintage, separamos algumas dicas valiosas para te orientar em seus projetos e ideias dentro desse universo nostálgico.

Utilize malas e relógios antigos como objetos decorativos 

As malas antigas são uma ótima opção para quem quer trazer um toque vintage para a decoração, podendo ser usadas como mesa de centro, prateleiras ou apenas como um acessório estético.

Relógios antigos também trazem charme e personalidade para a decoração vintage e podem ser usados em diferentes espaços da casa, como na sala de estar, cozinha ou quarto.

Utilize objetos de cozinha vintage 

Panelas, frigideiras e outros objetos de cozinha antigos podem ser utilizados como decoração na sua cozinha. Além de trazer um toque vintage para o ambiente, alguns também podem ser úteis na hora de cozinhar, desde que em ótimo estado.

Você também pode contar com mesas, cadeiras e cômodas como uma excelente opção para decoração vintage.

Use objetos de iluminação vintage 

Luminárias, abajures e lustres antigos são objetos que trazem charme e personalidade para a sua decoração, além de apresentarem uma utilidade muito grande.

Conte com a ajuda de profissionais 

Apesar de você mesmo poder fazer sua decoração vintage em casa, ainda mais com as dicas aqui listadas, também é recomendado contar com a ajuda de profissionais, sobretudo para ambientes mais profissionais.

Contate um decorador, um design de interiores, um arquiteto ou até mesmo um pintor e passe suas ideias de decoração vintage para serem trabalhadas.

Conclusão 

Em conclusão, a decoração vintage é uma tendência que vem conquistando cada vez mais adeptos. Ela traz um charme e uma personalidade únicos para os ambientes, além de ser uma forma de resgatar elementos do passado e dar a eles uma nova utilidade.

Para fazer uma decoração vintage, é importante escolher peças que tenham um ar retrô e que reflitam a sua personalidade e estilo de vida. Com as dicas apresentadas neste artigo, é possível aplicar o conceito com excelência, criando um ambiente incrível em qualquer local.

Lembre-se de que o mais importante é se divertir e criar um espaço que seja acolhedor e reflita a sua identidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Jennifer Kauffman

Fonte:Guia de Investimento