Rio de Janeiro, 22 de Julho de 2024

Os males do açúcar

 

A nutrição é a matéria-prima da saúde. O organismo se constrói a partir daquilo que escolhemos como alimento. O açúcar não alimenta o corpo. Ele é uma  caloria vazia que não entrega nutrientes. Pelo contrário: ocupa espaço de outros alimentos que poderiam nutrir a saúde. E ainda gera vício, pois ativa áreas de prazer e recompensa do cérebro. A Puravida, empresa pioneira no Brasil na área de alimentação e suplementação, traz cinco razões para você retirar o produto do seu cardápio. Confira. Vício e compulsão

Quanto maior a superfície de contato do alimento, maior a velocidade de absorção do corpo. E não tem nada com maior superfície de contato do que o líquido, que se espalha pelo seu estômago e intestino. Isso causa um pico rápido e intenso de glicemia no sangue.

O problema se torna ainda maior, porque o sistema de recompensa do cérebro tem um poder de adaptação, ou seja: ele vai se acostumando com aquela dose de açúcar. Daí, para ter aquele mesmo nível de recompensa (prazer e satisfação), seu cérebro vai pedir por doses cada vez mais servidas.

O açúcar rouba o prazer de outros alimentos

O impacto do açúcar no cérebro e o vício causado são tão intensos que ele se sobrepõe ao sabor de outros alimentos, que nunca alcançam de forma tão rápida o mesmo nível de prazer instantâneo. Por isso, é ainda mais importante evitar o açúcar para crianças pequenas, que estão com o sistema neurológico e o paladar em formação.

Instabilidade emocional

O açúcar cria processos inflamatórios no intestino, que progridem para todo o organismo, inclusive o cérebro. Esse desequilíbrio físico interfere na saúde emocional, causando, por exemplo, o aumento da ansiedade.

Depressão

Os estudos mais atuais da neurociência apontam que a depressão também está relacionada a processos inflamatórios. A pessoa deprimida pode acabar buscando conforto no açúcar, o qual piora o quadro. É uma bola de neve.

Alzheimer 

Existe alguma predisposição genética para a doença? Sim. Mas os genes são como lâmpadas, que podem acender ou não. Se você consome açúcar em excesso - causando processos inflamatórios no organismo - a probabilidade da lâmpada acender se torna bem mais alta.

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Ana Geisa Lima

Fonte:Visarplan